Contador de visitas

“O Senhor, pois, é aquele que vai adiante de ti; ele será contigo, não te deixará, nem te desamparará; não temas, nem te espantes” Deuteronômio 31.8

gallery/img_2161
gallery/img_2161

DEUS QUEBROU MEU CARRO

 

Hoje apresento aos irmãos algo bem simples e cotidiano e que certamente já aconteceu com você, mas minha pergunta é: Você já deu glórias a Deus quando seu carro quebrou?

 

Minha família e eu saímos às 4 da manhã de Santarém-PA com destino a Ouro Fino - MG, cerca de 3.500 km. Seguimos pela BR-163 (Rodovia Santarém/Cuiabá), e a próxima cidade é Rurópolis 220 km de distancia onde passa a BR-230 (Rodovia Transamazônica) e dali até o km 30 são mais 113 km até pegarmos novamente a BR-163, rumo ao Sul, viagem de cerca de treze horas ou mais, na época das chuvas, até o km 30.

Caminho este que já havíamos percorrido várias vezes.

 

Faltando uns 5 km para chegarmos ao km 30, de repente a luz da bateria acendeu, logo pensei que pelo fato de passarmos por muitas costelas de vaca e devido a trepidação poderia ter havido um mau contato causando o alerta (luz da bateria acesa significa que a bateria não está recebendo carga). Assim que chegamos no Km 30 onde há uma Vila fui até uma oficina mecânica que estava fechado pois já passavam das 17 horas, mas havia um vigia e perguntei a ele se na Vila tinha algum eletricista, pois a luz da bateria estava acendendo e eu queria tirar a dúvida se era um mau contato ou um problema no alternador (é o gerador que gera energia para a bateria). Ele me indicou o local e disse que eu podia ir lá que o cabra era bom, mas ao chegar lá era um local onde consertava ventilador e Tv. Mais tarde fui entender que o vigia não era muito certo da cabeça pois tentou beijar nosso cachorro achando que era um carneirinho.

 

Nosso desejo era continuar a viagem, pois de noite é bem melhor para os três filhos e a Fofa dormirem, mais fresco, sem poeira, pois os caminhões não trafegavam a noite. Nosso “SERVO” não tinha ar condicionado era janela aberta, e para tirar a minha dúvida decidi acender os faróis ainda era dia e comecei a rodar com os faróis acesos, naquele tempo raramente acendia os faróis durante o dia naquela estrada muito pouco movimento e viajamos por uns 4 km, então os faróis começaram a ficar fracos, então tivemos a confirmação que não era um mal contato no painel e sim problema no alternador que não estava carregando a bateria, decidimos voltar e chegamos naquela oficina e perguntei ao vigia se podíamos atar nossas redes ali e dormir e ele permitiu.

 

Em situações assim, inúmeras vezes vi pessoas xingarem e reclamarem quando algo inesperado acontece no carro, ou quando o pneu fura e começam a dizer: mas que porcaria, que carro velho, vou vender esta lata velha, está atrasando a viagem, como vamos resolver isto neste fim de mundo, mas não é só com carros velhos que acontecem, cansei de passar com o meu carro velhinho por muitos caros zerados com seus capôs abertos na beira de estrada aguardando guincho ou tentando ligar para a seguradora, onde nem sinal de celular existe. No nosso carrinho velho eu carregava durepox, arame, prego, câmara de ar e resolvia os problemas que surgissem, nunca precisamos de guincho durante os 17 anos em que ficamos com o “SERVO”.

 

Mas quando temos um Deus juntinho de nós é bem mais fácil. E quando a nossa confiança está Nele o louvamos e agradecemos por estar permitindo aquele problema. Ao retornarmos dissemos que Deus sabia o que estava fazendo, Ele permitiu que esta luz acendesse próximo de onde há um lugar seguro para dormirmos, vamos agradecer a Deus por esta providencia certamente está nos livrando de um acidente ou algo terrível mais adiante. Nós não temos como saber, mas Ele sabe. Vamos dormir e amanhã de dia a gente continua a viagem.

 

Dormimos bem aquela noite e de manhã tivemos que dar um tranco no carro para que ele pegasse, a bateria tinha mesmo ficado sem carga, pedi que um dos filhos orasse pedindo a benção de Deus para a viagem e que pedisse para que Deus consertasse o problema do carro. Seguimos nossa viagem e após 100 metros de viagem a luz da bateria apagou e o alternador voltou a gerar carga para a bateria e até o dia em que ofertamos o “SERVO” muitos anos depois deste ocorrido, nunca mais a luz da bateria acendeu. Foi Deus mesmo que quebrou o alternador para nos barrar naquele dia. A partir daquele instante nossos olhos estavam o tempo todo fitos na estrada, curiosidade era grande para saber exatamente do que Deus havia nos livrado causando pane no carro no dia anterior.

 

Ainda tínhamos para rodar no Estado do Pará cerca de 680 km de estrada de terra, muito chão pela frente. E após rodarmos 40 km chegamos num local onde havia um atoleiro com caminhões, carros e camionete atolados e se Deus não tivesse causado o problema no carro, nós também ficaríamos atolados e impedidos de continuar a viagem, teríamos que dormir no meio do lamaçal, cheio de mosquitos, amontoados dentro do carro, mas Deus nos barrou, mostrando o quanto Ele nos ama e o quanto somos importantes para Ele. E para mostrar que Ele cuida de nós de verdade, ao chegamos lá havia um trator abrindo um desvio e nosso carro foi o primeiro a passar. Como Deus é maravilhoso, como Ele se importa conosco. Louvado seja Deus. Que continua fazendo maravilhas aos que creem.

 

Não sei quantas vezes Deus quebrou teu carro para te livrar de algo mais adiante, ou Deus furou um pneu para te segurar e te livrar de perigos. Será que você tem visto isto como ação de Deus? Ou preferimos reclamar da situação e questionamos e quantas vezes já aconteceu de Deus quebrar seu carro e você forçou a barra, e se deu mau logo adiante, alguns já perderam suas vidas, por questão de minutos que podiam esperar, mas outros preferem dizer que azar, o cara estava na hora errada naquele lugar, não é assim com os selados, Deus sempre vai te proteger e guiar os teus passos,

 

E se você quiser ser feliz confie totalmente em Deus e sempre você estará no lugar certo na hora certa

 

Que este pequeno testemunho edifique teu coração.