Contador de visitas

De certo vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas estas coisas; Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a Sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas” Mateus 6:33

gallery/img_2161
gallery/img_2161

Paguei, peguei o documento e voltei para casa feliz da vida, carro bom anda bem, econômico e cantador, não via à hora de chegar para mostrar para os filhos. Mas ao entrar na entrada que me levava até em casa, algo explodiu dentro do motor e uma fumaceira subiu. Não acreditei no que vi. Abri o capo do motor a tampa do radiador havia estourado e todas as varetas do radiador saíram e entortaram. Fechei capo, liguei o carro e fui para casa, faltava uns 300 metros para chegar. Arrumei um durepox, recoloquei o pedaço da tampa que quebrou, joguei as varetas fora, e consertei, não tinha como comprar um radiador novo, recoloquei a água e resolvi o problema.

Dali uns dias, abri o motor, tirei a tampa do cabeçote e tirei a peça quebrada da ponta do eixo de comando, aquela que fazia tratatata, com aquela peça em mãos começou a minha saga para encontrar uma nova ou usada para reposição. Fui em todos os ferros velhos da região, em concessionárias da Fiat, não consegui.

Então decidi ir para o estado de São Paulo, mas eu só tinha R$15,00 e eu não tinha ideia do valor de uma peça daquela, tanto é que quando vi o problema no carro achei que era um probleminha, se pegasse a estrada para Macapá cerca de cinco dias de viagem, poderia estourar o eixo de comando e acabar com o motor, tinha que arrumar de qualquer jeito. Para não gastar aqueles R$15,00, fui para a estrada e fiquei pedindo carona, andando pela estrada e pedindo carona, andando e pedindo carona, finalmente um caminhão parou, estava indo a Campinas e me deixou na entrada da cidade de Mogi mirim em frente a rodoviária.

Fui até a concessionária Fiat ali do outro lado da rua e o atendente disse, não existe esta peça avulsa para você comprar, perguntei onde tinha ferro velho e sai andando pela cidade procurando, ainda bem que a sola do sapato era boa, não encontrei em Mogi mirim depois de caminhar por vários lugares e fui andando até a cidade vizinha Mogi guaçu 10 km de distancia, lá fui em oficinas, desmanches, ferro velhos e concessionária e não encontrei, cansado de tanto andar, o dia chegando ao seu final, fome mas não queria gastar o que tinha, bebia água das torneiras da rua que encontrava, decidi voltar e andar toda aquela distancia de volta e tentar outra carona, mas de noite carona é muito difícil de conseguir. Se pagasse a passagem do ônibus de volta para Minas não ia sobrar muito para comprar a peça.

Continuei andando voltando de Mogi guaçu rumo a Mogi mirim cidade na qual passa a rodovia para Minas, me deu uma vontade de soltar uma água do joelho, vi uma oficina ainda aberta e pedi para usar o banheiro, tinha um senhor trabalhando ajeitando um carro que iria ainda entregar naquela noite, razão pela qual ainda trabalhava e na parede estava escrito em letras grandes: JESUS SALVA. Eu lá do banheiro perguntei a ele, o senhor crê mesmo que Jesus salva ou escreveu só para espantar os crentes? Sim eu creio disse ele. Conversei um pouco com ele a respeito de Deus e que era missionário e estaria indo em breve para Macapá.

Porque você não fica aqui, disse ele tem muitos bairros sem igrejas, senhor respondi aqui tem crentes demais e nem é bíblico encher as cidades de igrejas. Paulo fundava uma em cada cidade, hoje é tanta igreja e acaba confundindo as pessoas. Deus me chamou para ir e não para ficar. Aí ele perguntou o que eu fazia ali, respondi que tinha vindo de Minas em busca de uma peça e mostrei a peça, falei que tinha comprado um 147 para uma viagem missionária e que precisava daquela peça.
Ele disse: eu tenho, tem um motor velho ali e tem esta peça rapidinho eu tiro para você. Fiquei tão feliz e perguntei quanto era, ele falou é muito cara esta peça, porque sem ela o motor não funciona. Tirou comparou com a que tinha era a mesma peça.

Coração começou a bater mais forte, me diga quanto é a peça pois já está anoitecendo e eu tenho que voltar hoje para Jacutinga-MG. Não falei quanto eu tinha, não disse que voltaria a pé, não disse que iria tentar carona. Fiquei na expectativa e orando. Ele disse, já que você é missionário o mínimo que eu posso fazer para te ajudar é R$15,00, menos que isso não dá. Que felicidade, era tudo que eu tinha ainda bem que Deus me orientou a vir de carona e me ajudou a caminhar o dia todo de um lado para outro. Meti a mão no bolso e entreguei o dinheiro.

Orei com o mecânico, agradeci, pedi que ele se lembrasse de nós nas orações e quando estava saindo ele disse: “Espere” vou cobrar R$10,00 estes R$5,00 é oferta. Use para abastecer na viagem até Macapá. Irmão, disse eu, você verdadeiramente é crente. Como Deus é magnífico, me fez urinar justamente na oficina onde tinha a peça e oficina de um crente o qual me abençoou. Com o cincão na mão perguntei a ele onde passava o circular (ônibus) para a rodoviária de Mogi mirim, do outro lado da rua, disse ele. Embarquei no ônibus, paguei a passagem usando parte daqueles R$5,00, cheguei à rodoviária de Mogi mirim para ver horário de ônibus e o valor da passagem, já passava das vinte horas, se tivesse voltado a pé não teria nem ônibus mais para Minas naquele dia.

Ao descer as escadas na rodoviária, onde ficam os guichês, muitas crianças correndo, senhoras sentadas nos bancos e quando passei vi uma nota caída no chão e dobrada, bem em frente daquelas senhoras era uma nota de dinheiro que já estava fora de circulação, voltei e olhei novamente para aquela nota, continuei andando, crianças pisavam ao passarem correndo em cima daquela nota, uma delas parou para pegar a nota a senhora gritou largue isto, está suja. Fiquei meio sem jeito ao ouvir aquilo, mas algo me dizia para pegar aquela nota. Eu voltei, dei mais uma volta, me abaixei e peguei a nota suja que até tinha chiclete grudado nela, e a senhora perguntou se eu era colecionador.

Deus mais uma vez me surpreendeu, como Ele tem prazer em mexer com as minhas emoções, como ele ama ver minha adrenalina a mil, e é por isto e por tantas outras razões que eu continuo obedecendo o Meu Deus. Tenho passado por vales, lugares de espinhos, lugares que cheiram a morte, mas é tão gostoso viver para Ele e depender Dele. Homens prometem e falham, Mas Deus jamais falhará. Continuei andando para pegar a fila no guichê e quando abri aquela nota fora de circulação, imunda, desprezível dentro dela bem dobradinho havia quinze reais.

Deus maravilhoso e merecedor de Glória e Honra, Ele cumpre o que diz e acrescenta: Observai as aves do céu: não semeiam, não colhem, nem ajuntam em celeiros; contudo, vosso Pai celeste as sustenta. Porventura, não valeis vós muito mais...

Que este pequeno testemunho edifique tua vida